top of page
  • Foto do escritorLuiza Oliva

CASACOR Brasília

Conexão entre ambientes e pessoas


Fotos: Edgar Cesar


Até o dia 5 de novembro é possível visitar a 31ª edição da CASACOR Brasília, na Arena BRB Mané Garrincha. Um tour pelos 49 ambientes assinados por 82 profissionais, entre arquitetos, designers de interiores e paisagistas, revela uma vista para alguns dos mais belos cartões-postais da capital do País: o Eixo Monumental e a Torre de TV, localizados no coração do Plano Piloto.

Em 6 mil m², os espaços da CASACOR Brasília 2023 refletem, através do tema “Corpo & Morada”, a importância de habitar uma área harmônica, equilibrada, acolhedora, afetiva, ancestral e regenerativa. Entre as tendências reveladas na mostra estão estética minimalista, a presença da base vinílica em pisos, paredes e tetos, o uso de materiais naturais como pedras e madeiras, a aposta em estruturas pré-moldadas e o design biofílico.

Mais informações:

@casacor_brasília


Hélio Albuquerque Arquitetura e Interiores @arquiteto.helioalbuquerque


A Morada Brasília, de 170m2, criada por Hélio Albuquerque, possui múltiplos espaços e usa como referência os interiores do início de Brasília, como o branco dos palácios, o mobiliário modernista e as obras de arte. As paredes revestidas com placas de mármore branco e o piso de cimento original do Estádio reforçam essa característica. A composição fria é aquecida pelo teto padrão amadeirado e pelas cores presentes no hall e no escritório, além do tecido estampado do lavabo. O espaço conta com um importante conjunto de obras de arte e um grande sofá circular em tom bordô.




Fabíola Naoum e Wilker Godoi - A+ Arquitetura @amais_arquitetura


O projeto da A+ Arquitetura, a Casa Reserva 1727, tem como inspiração as construções erguidas em meio à natureza. O ambiente de 180m² é feito de estrutura metálica com materiais e técnicas steel frame, o que facilita a implantação e execução. Além do aço galvanizado, o espaço tem materiais rústicos como pedras e madeira de reflorestamento. Com móveis sofisticados, cada detalhe foi feito para passar o conceito de bem-estar e de aconchego de uma casa de campo.




Flávia Nasr Arquitetura @flavianasr


Com o Lounge Soul Brasília, Flávia Nasr propõe um espaço que desperte a conexão. O espaço de 97m² foi idealizado a partir de um momento de reflexão sobre a morada. Feito para receber e criar conexões, o projeto harmoniza elementos contemporâneos com peças garimpadas, que conferem personalidade e sofisticação à decoração. O revestimento com recortes orgânicos, que se estende pelo piso e pelas paredes, é um destaque no ambiente, assim como o bar em quartzito vivid green.




Cybele Barbosa Arquitetura @cybelearquitetura


A luz natural é a grande protagonista do projeto de Cybele Barbosa, a Casa Brasília, que mistura contemporaneidade e neutralidade. A proposta é fazer o visitante se sentir na sua morada de corpo e alma. Em um ambiente de 160m² sóbrio e elegante, as obras de arte de artistas regionais e brasileiros ganham destaque, bem como a valorização da vista de um dos monumentos mais importantes de Brasília. Atemporal, o espaço conta com materiais nobres como madeira, pedra e vidro, além de elementos sustentáveis, como madeira e adobe.




Luciana Câmara e Adriana Melo @lucianacamarainteriores @adrianamelo.interiores


Seguindo o tema da mostra, Luciana Câmara e Adriana Melo se inspiraram na primeira morada: o ventre materno. Assim, fizeram o Espaço Ventre, um ambiente de refúgio para uma mulher de 40 anos, com quarto, sala de banho e varanda em 55m². As formas orgânicas foram escolhidas para quebrar os paradigmas da arquitetura, com encontros de piso, parede e tetos curvos e todo mobiliário seguindo uma linha mais fluida com tecidos orgânicos. Destaque para o closet aberto e conceitual e para um cabideiro feito com galho de árvore que fica suspenso.




MAAI Arquitetura Integrada – Monica Pinto, Arnaldo Pinho e Isabel Veiga


Seermaai, projeto da Maai Arquitetura, dos profissionais Arnaldo Pinho, Mônica Pinto e Bel Veiga, partiu da conexão entre corpo e espaço físico. Num ambiente de 180m², as linhas orgânicas aparecem no desenho do local e em todo o mobiliário com o objetivo de criar uma área acolhedora. Tons terrosos e materiais mais rústicos se juntam à essência da proposta. A área conta com automação com ar condicionado, iluminação, áudio e vídeo. Entre os conteúdos exclusivos, a poltrona caju e 12 heliogravuras de Picasso de 1954.




Plano Studio – André Brandão, Gabi Bello e Márcia Varizo @planostudioarquitetura


O ambiente desenvolvido pelos profissionais André Brandão, Gabi Bello e Márcia Varizo da Plano Studio, a Casa Poesia, é inspirado em um renomado advogado, refletindo suas paixões e seus interesses. Tudo no espaço de 115m² gira em torno de um grande círculo considerado uma área de congregação. A roda se destaca pela cor e pelas superfícies, com piso e tetos claros, mobiliário solar e obras de acervo. Concreto, madeira, mármore escovado e tecidos com textura valorizam os aspectos sensoriais do espaço.




Studio Tivi @studiotivi


O Loft da Fernanda do Studio Tivi tem como inspiração o corpo feminino, pois é a primeira morada do ser humano. Todo o ambiente teve como referência as características desse corpo cheio de curvas e beleza. O espaço homenageia Fernanda Cavenatti, atleta 10 vezes campeã mundial de taekwondo. Sua delicadeza e fortaleza são representados através dos revestimentos, móveis, adornos e obras de arte. A maior mensagem é que a mulher pode ser o que ela quiser. Destaque para o tom de madeira Rosa Glamour, o closet concebido como uma caixa de joias e os azulejos artesanais que propõem uma viagem afetiva.




Larissa Dias Arquitetura @larissadiasarquitetura


A inspiração do projeto do escritório Larissa Dias Arquitetura é o casqueiro, parte externa dos blocos de mármore. Na Casa Casqueiro, ambiente de 152 m², a pedra reveste parede e compõe bancadas. Seguindo a linguagem de elementos naturais, madeira e pedra compuseram um refúgio urbano elegante e aconchegante. O espaço é integrado, valorizando a amplitude, predominando tons neutros e ressaltando o mobiliário brasileiro. Destaque para as esquadrias de madeira cumaru e pelo desafio vencido do peso das pedras brutas instaladas.






19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page